Share |

Bloco convicto que o Convívio conseguirá exercer o direito de preferência na compra do edíficio-sede

O deputado do Bloco de Esqueda eleito pelo circulo eleitoral do Bloco de Esquerda, Pedro Soares, acompanhado por dirigentes locais do BE, esteve reunido com o Convívio Associal Cultural. O Bloco acredita que a associação conseguirá exercer o direito de preferência, mantendo a sede no atual edifício.

Na sequência do venda do edíficio sede do Convívio Associação Cultural e Recreativa a uma empresa privada de alojamento local, uma comitiva do  Bloco de Esquerde esteve, na tarde da passada sexta-feira, reunido com a direção da associação, para analisar os moldes deste negócio, altamente lesivo para os interesses daquela associação, em particular, e para os vimaranenses, em geral.

No final do encontro, Pedro Soares destacou a relevante atividade desempenhada pelo Convívio ao nível cultural para a cidade de Guimarães, mas também para o distrito e para o país. No entender do Bloco de Esquerda, as recentes alterações à Lei n.º42/2017, de 14 de Junho, propostas pelo partido e aprovadas na Assembleia da República, salvaguarda estas situações, prevendo a proteção especial para estabelecimentos de elevado valor culutral para o concelho. Relembrando o estatudo de utilidade pública reconhecido pelo Governo, o deputado bloquista não tem dúvidas e afirma que esta situação será resolvida em tribunal a favor da associação.