Share |

Bloco de Esquerda defende continuidade do SAAS de S. Torcato e creche de S. Cosme

Uma delegação da candidatura "Guimarães para as pessoas" visitou neste último dia 27 de Agosto a Associação para o Desenvolvimento das Comunidades Locais, ADCL, Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), constituída em 1994, com sede na Vila de S. Torcato e com uma experiência e um trabalho muito forte na comunidade, direccionado, em grande parte, a públicos socialmente desfavorecidos, em situação de risco e exclusão social. 

 

Dos apoios prestados, destacam-se o Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social (SAAS), a Casa de Acolhimento, ATL e formação Sénior, Centro Comunitário, Apartamento para a Autonomia de Vida, etc. Durante a pandemia passaram ainda a apoiar mais de 80 famílias só no Vale de S Torcato e identificaram um novo perfil de pobreza. 

 

A comitiva do Bloco ficou a conhecer que uma das preocupações da ADCL diz respeito à delegação de competências e se o seu modus operandi se mantém e já manifestaram interesse em manter o SAAS de S. Torcato, Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social. O candidato Luís Lisboa referiu que "o Bloco de Esquerda defende a continuidade do serviço competente, experiente e humano do SAAS de S. Torcato e a manutenção de todos os postos de trabalho afectos ao mesmo. Urge terminar a angústia de não saberem se poderão continuar o trabalho". 

 

O candidato defendeu ainda que a autarquia, através do PRR, deve garantir as verbas necessárias para a recuperação da antiga escola de S. Cosme e respectiva criação da creche para servir a comunidade local carenciada do serviço. 

 

O Bloco de Esquerda ficou também a conhecer em primeira mão as provas do livro "Então vamos" a ser editado em Setembro e resultado do projecto com o mesmo nome que visa, entre outros, combater a exclusão social dos idosos.